Que venha o frio...

As tendências para a época fria de 2012 já foram apresentadas nas semanas de moda mais conhecidas nacionalmente (Fashion Rio ou Rio-À-Porter e a São Paulo Fashion Week), que acontecem no Rio de Janeiro e em São Paulo respectivamente. Nelas são apresentadas coleções de grandes marcas e estilistas brasileiros. Nomes como: Lino Villaventura, Alexandre Herchcovitch, André Lima, Glória Coelho, Reinaldo Lourenço, Pedro Lourenço entre outros e marcas como Iódice, COLCCI, ELLUS, Osklen, Amapô, Animale, etc. Vamos então ao que estará em evidência no outono/inverno de 2012.Sobre a cartela de cores, os tons terrosos se mantêm, mas um pouco inovados. Cores como dourado e ocre aparecem muito, intercaladas com muito verde militar e bandeira, vermelhos e laranjas, azuis e púrpura. Beges e tons claros como nude e branco continuam aparecendo assim como o preto que é clássico. Estampas também não perdem a vez após o término do verão. As de bicho ou de temas étnicos serão as mais frequentes, mas o xadrez continua fortíssimo não só nas peças, mas também nos detalhes.

O interessante deste inverno é a predominância de tecidos fluidos, leves e brilhosos. A estação perde um pouco aquela imagem pesada. Com a tecnologia aplicada às tramas, os tecidos passam a aquecer sem pesar. O veludo que fez sucesso anos atrás retorna com tudo em diversas formas, amassado, molhado, com brilho e fosco. Assim como as rendas que se mantêm na próxima estação dando um charme super especial. Os tricôs e o couro aparecem bastante também principalmente no dia-dia. Misturados a outros tecidos ou sozinhos, aquecem deixando o visual da mulher bastante elegante.

Sobre as peças, os vestidos são a aposta total do estilista Alexandre Herchcovitch. Eles aparecem de todas as formas e muito sensuais. Herchcovitch apresenta casacos usados como vestidos e vestidos com várias camadas de renda sem forro, deixando a silhueta da mulher muito feminina. A aposta deste inverno é uma mulher sensual e exuberante. As cinturas continuam marcadas seja nas saias e shorts de cintura alta ou em vestidos com recortes acinturados, evidenciando o perfil violão do corpo da mulher brasileira.

As calças serão as mais variadas possíveis. Seja nas texturas como nos modelos e cores. Skinny, capri e saruel continuam aparecendo, assim como as de cintura alta. Pedro Lourenço trouxe modelos de calça com corte reto e um pouco mais curtas. As pantalonas que não serão tão comuns como no verão, aparecem em algumas coleções. A inovação do inverno em matéria de calças, são as estampas e cores super contrastantes. O jeans não perde sua vez nunca, mas vem combinado a outros tecidos e em modelos não tão clássicos.Macacões e terninhos também continuam, mantendo a mistura do guarda-roupa masculino com o feminino, mas sem tirar a imagem meiga e ao mesmo tempo forte da mulher.


0 comentários